quarta-feira, 26 de março de 2014

[Guest blogger] Receitas para a Primavera, by Master Músculos


O Fernando do MasterMúsculos acedeu a partilhar connosco uma receita baixa em hidratos de carbono, indicada para quem procura esse tipo de alimentação todo o ano ou especialmente nesta altura do ano. Especialista em desporto, criou o blog essencialmente pela “necessidade de explicar a todos os atletas que procuram a minha ajuda como podiam utilizar e/ou confeccionar os alimentos, suplementos e ingredientes que aconselho nas dietas e planos de preparação que prescrevo. Dava por mim a repetir-me milhares de vezes a explicar como fazer uma panqueca de aveia ou como fazer um bolo de proteína, ou uma mousse de caseína, etc... Assim decidi criar um sítio público onde poderia explicar tudo aquilo que vou inventando, e desta forma, tanto os meus atletas, como qualquer outro interessado em tirar o máximo partido da alimentação e suplementação teriam acesso a um repertório de receitas, artigos e dicas." 

Para controlar o que come, leva diariamente consigo quatro refeições: “lanche da manhã, almoço e mais dois lanches para a tarde! Desta forma tenho a certeza que não vou comer porcarias... Com fome fico um animal irracional e tudo o que me aparecer a frente marcha!” Para manter uma alimentação saudável, destaca que “o principal é organização, tentar pensar de ante-mão o que se quer comer e variar o máximo possível”. A água é a sua “bebida de eleição” e, quando perguntamos que saco usa, a resposta só podia ser: “um 6Pack!!”.
 
Em termos de escolha de ingredientes, sublinha que “o mais importante é a qualidade dos alimentos e a sua densidade nutricional”. Dá um exemplo prático: “prefiro batata-doce em vez de arroz ou massa por exemplo, pois esta também fornece energia (hidratos de carbono) mas de longa duração e está recheada de outros nutrientes, minerais, vitaminas e fibras! Faço refeições que me mantenham alimentado e saciado ao mesmo tempo, por isso dou prioridade à proteína e gorduras de boa qualidade. Alimentos como carne, peixe, ovos e frutos secos fazem parte permanente da minha alimentação diária. Quanto aos hidratos de carbono, uso-os conforme vou necessitando, se tiver uma semana com mais treinos ou mais carga física aumento a quantidade, mas baseio-me na fruta, aveia, vegetais, tubérculos e algumas leguminosas”.

Para nós preparou uma refeição Low Carb / Sem Glúten, que “pode ser perfeitamente transportável na "marmita" e fica deliciosa! Claro que se for aquecida no microondas será bem melhor que comer fria!” 
 
Almôndegas com “Esparguete” Verde Low Carb / Sem Glúten
(para 2 a 3 doses)
Para as almôndegas (para 20 a 30, dependendo do tamanho)
750g de carne picada
1 ovo
1 colher de sopa de uma farinha sem gluten: Arroz, mandioca, grão-de-bico, quinoa, coco*, sementes de linhaça, etc.
1 colher de sopa de azeite
Pimenta
1 Colher de chá de flor de sal
Para o molho:
3 tomates médios
1 Cebola picada
2 dentes de alho
1/2 colher de chá de pimentão vermelho em pó (colorau)
2 Folhas de Louro
2 colher de sopa de azeite
1/2 Chávena de água
Flor de sal q.b

Para o Esparguete:
1 Courgete Média
1 Cortador de Juliana (para transformar a Courgete em esparguete)

Para as almôndegas, misturar todos os ingredientes com as mãos. (Se optarem pela farinha de coco comecem por colocar metade da quantidade e vão acrescentando se necessário, a farinha apenas serve para ajudar a moldar as almôndegas.)
Depois de tudo bem misturado, chegou a hora de fazer bolinhas. Reservar com cuidado numa tábua, estas almôndegas são mais delicadas do que as convencionais pois não têm farinha de trigo e/ou pão ralado (gluten). (Podem congelar-se assim.)
Para o molho, bater (não precisam de processar muito) no liquidificador o tomate, o pimentão vermelho em pó, o alho e a água.
Numa panela, refogar levemente a cebola no azeite até alourar e despejar o molho batido. Acrescentar as folhas de louro e deixar ferver um pouco.
Acrescentar a pimenta e flor de sal e de seguida colocar as almôndegas uma a uma com cuidado na panela. (Não mexer até que cozinhem, pois podem desfazer-se.) Se for preciso, colocar mais água ou ajustar temperos.
Deixar cozinhar por uns 25 minutos com a panela tapada.

Para fazer o esparguete de courgete precisamos de um cortador de Juliana (algo como isto: http://www.cookmaniac.com/loja/cortador_spirelli?cat=36&pai=4&id=566) Depois de transformar a Courgete em esparguete colocar numa frigideira ou wok pré-aquecido com um fio de azeite e deixar refogar durante dois minutos. Ir mexendo o esparguete para uniformizar a cozedura. Pode-se adicionar uma ou duas colheres do molho das almôndegas para dar sabor extra à courgete.

2 comentários:

Lia Teixeira disse...

Bem apetitosa e convidativa esta receita!
Beijocas,
Lia.

Anónimo disse...

Top! adoro esse blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...