segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Produtos silvestres

Os produtos silvestres sempre foram parte da alimentação das comunidades, mas durante algum tempo foram relegados para segundo plano, vistos como menos nobres. Por obra da crise ou porque começamos a valorizar mais o que é português, o que é único e o que é natural, começou a olhar-se de novo para este tipo de produtos, que no Alentejo vão desde medronhos, cogumelos, ervas aromáticas e medicinais até ao mel. Agora, estes recursos são mais aproveitados, com mais conhecimento e inovação, elementos que produzem valor e fazem a economia avançar.
O chef António Nobre, com o incentivo da Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo, desenvolveu um livro de receitas para tirar o melhor partido culinário destes produtos, e a apresentação decorreu em Almodôvar, com um live cooking seguido da degustação: o pão alentejano, em migas salgadas e também num doce com aguardente de medronho, o cação, e os melhores produtos silvestres, como o poejo, figo da índia, medronhos, foram as estrelas da noite. Pela simplicidade da confecção e por ser a receita que melhor se adapta à marmita, mas também porque estes tempos cada vez mais frios e ventosos nos pedem algo quente e reconfortante, partilhamos a receita do creme de couve-flor que foi preparado com os melhores cogumelos selvagens do Alentejo, mas que podemos refazer com cogumelos de estufa.

Creme de couve-flor com cogumelos, by António Nobre
Creme:
500gr couve-flor
200gr batatas
1 cebola
2 dentes de alho
1,5dl de azeite
sal marinho q.b.

Cogumelos:
120gr cogumelos
0,5dl de azeite
2 dentes de alho
sal fino q.b.
coentros em folha

Creme
Coloque num tacho batatas, couve-flor, cebola, alho e sal. Cubra com água e leve ao lume, deixe cozinhar. Triture a sopa com varinha mágica, até obter um creme homogéneo. Se necessário, acrescente água e rectifique os temperos. Leve novamente ao lume com azeite e deixe ferver.
Cogumelos
Arranje os cogumelos e corte em pequenos pedaços. Leve uma frigideira ao lume com azeite e alho esmagado com faca. Quando o azeite tiver absorvido o aroma dos alhos, retire-os. Deite os cogumelos e salteie, temperando com sal.
Sirva o creme num prato fundo com um pouco de salteado de cogumelos no centro e pergume com folhas de coentros.

2 comentários:

Lia Teixeira disse...

Olá Ana,
Comeste teu post já fiquei em pulgas para pôr as mãos nesse livro e já fica na mira para quando aí for.
A sopinha, pois a receita vai já comigo!!
Beijinhos,
Lia.

Marmita Lisboeta disse...

Acho que não está à venda porque é uma pequena publicação, mas vou pedir à organização ou digitalizar para te enviar, Lia. A sopa é óptima para esta altura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...