segunda-feira, 30 de julho de 2012

Falafel

Muitos de vocês já foram de férias: good for you! Lisboa fica meio deserta em Agosto com os que já foram ou ainda têm que esperar pelas férias. A Marmita Lisboeta ainda está por cá...

Por isso, vou viajando por destinos diferentes, revisitando lugares onde já estive e imaginando aqueles aonde quero ir, através de algumas receitas. Já comecei pelo sushi, na semana passada, e desta vez aventurei-me a experimentar falafel, um prato árabe que consiste em bolinhos de grão. É um tipo de comida que como em viagem e por vezes também em Lisboa, mas nunca tinha feito em casa.
Grão-de-bico, o ingrediente base, ervas e especiarias (aqui, da Suldouro, que ganhou o selo do Sabor do Ano 2012)
Juntei o pão pita, um pão sírio-libanês que já se encontra nos supermercados, quer fresco, quer em embalagens. E usei a receita do livro Natural, do Chakall, que requisitei numa das Bibliotecas municipais de Lisboa, onde podem encontrar uma variedade de livros de culinária, como em muitas outras bibliotecas municipais pelo país fora. A quantidade desta receita sobra para levar no dia seguinte para o almoço.

A cerveja Erdinger foi sugestão masculina, para dividir por dois ;)

Falafel (receita para 20 doses), by Chakall
Natural by Chakall - www.wook.pt
  • De véspera, coloque 200 g de grão seco de molho. 
  • No dia seguinte, escorra muito bem o grão e disponha-o num processador. Junte 3 colheres de salsa fresca, 2 colheres de sopa de coentros frescos e 1 colher de sopa de hortelã fresca, 1 colher de chá de cominhos moídos, 1 cebola pequena picada e 1 dente de alho. Triture até formar uma pasta cremosa.
  • Retire e misture 1 colher de chá de fermento, 1 colher de chá de pimentão-doce (colorau), 3 colheres de sopa de azeite e 1 colher de chá de tahini (pasta de sésamo) e tempere com 1 colher de chá de sal. Cubra e reserve por uma hora.
  • Numa frigideira, deite o óleo e leve a lume médio. Com a ajuda de uma colher de chá, molde a massa em pequenas bolinhas e frite-as até dourarem. Retire e deixe-as escorrer sobre papel absorvente.
  • Servir com salada de folhas verdes e molho de iogurte.


Molho de iogurte:
Misture 240g de iogurte natural com 2 colheres de sopa de salsa e 2 colheres de sopa de funcho picado e o sumo de 1 limão. Reserve no frigorífico.

7 comentários:

Sofia disse...

hummmmm....
mas o grão não é cozido primeiro? e tritura bem mesmo sem ser cozido?

Ana Jorge disse...

Olá Sofia! Não é cozido, daí ser importante estar quase 1 dia de molho, absorvendo a água fica mais mole. Eu tive mais dificuldade porque não tinha a picadora e fiz na liquidificadora, mas mesmo assim consegui.
:)

Sofia disse...

Obrigada pelo esclarecimento.... :)

Salsa Verde disse...

Olá Ana,
Foi um prazer conhecer a tua marmita lisboeta e vou voltar.
Beijinhos e bom fim de semana,
Lia.

ana george disse...

Olá Lia,
realmente há uma sintonia perfeita entre o que tentei fazer neste post e o teu blogue!
Beijos e obrigada :) Bom fim-de-semana também!

Vespinha disse...

O que eu gosto de falafel... mas infelizmente não sei nem gosto de cozinhar, LOL!

Parabéns pelo blogue, gosto muito.

ana george disse...

Obrigada:)
Temos sempre "uma ajuda dos amigos" chefs :) Há uns tempos não fazia algumas coisas, mas inovar na cozinha em casa ajuda a descobrir receitas diferentes sem gastar muito :P

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...