sexta-feira, 16 de março de 2012

A expert

A Ana Prazeres, do blogue freakveggie.blogspot.com, leva almoço há cerca de oito anos, desde que começou a trabalhar. No início, “comia numa copa, duma simples caixa”. Depois, passou a trabalhar como vendedora e a levar malas térmicas. “De há cerca de dois anos para cá aderi ao mundo maravilhoso dos Bentos”! Mandou vir os originais, japoneses, da Bento and Co., e está satisfeita porque não ganham cheiros e “tornam a coisa muito mais agradável à vista”! É uma “forma saudável, engraçada, económica e agradável” de preparar e levar as refeições nas suas deslocações diárias entre Lisboa e a região centro sul do país.


Por isso, 80% das vezes come no carro, com um tabuleiro para servir de apoio e com um desinfectante para as mãos, “para o caso de não estar perto de um supermercado com casa de banho para as lavar. Acontece-me estar no meio de nenhures e ter que almoçar! Quando estou no escritório, como à secretária apesar de termos uma copa para o efeito”.

Pratica diariamente o princípio das cinco refeições diárias levando lanches. “Tento também comer da forma mais saudável possível tendo o cuidado de o Bento ser constituído por: vegetal cru, vegetal cozinhado, hidrato de carbono complexo, proteína magra e fruta. Levo também o meu café e água.” Nos sacos térmicos (dois são da Hello Kitty e um da Built NY), vão também o “termo com café, estojo com talheres, guardanapo de pano, caixa com lanche da tarde (proteína magra e fruta), iogurte para o meio da manhã, caixinha com amendoins para o caso de chegar muito tarde”.

 

E que receitas? A Ana partilha receitas no seu blogue, em http://freakveggie.blogspot.com/search/label/Bento. “Tenho Bentos para comidas frias e termos para sopas ou comidas quentes. Para os Bentos para comidas frias, penso que saladas, comidas sem gordura (molhos), frutas pequenas (tipo frutos silvestres, morangos, clementinas...), gressinos mini, cereais integrais (ou não), alimentos baby (pequeninos), tofu, carne ou peixe cozidos (ou frito raramente) cortados e sem espinhas, leguminosas cozidas, vegetais crus ou cozidos, omeletes, etc.”


Até agora, só um acidente: uma sopa de feijão quente de mais fechada num termo que acabou “EXPLOSÃO DE SOPA à porta de um cliente...”.

9 comentários:

Anette disse...

E que explosão!!!

Beijinho

Notas Soltas e Coisas Doces disse...

Olá,
Este blogue é de facto uma inspiração para as pessoas que agoram começam a levar os seus almoços para o emprego.

Gostei das sugestões e do conceito. Parabéns.

Também já me aconteceu uma situação parecida com uma sopa. :)

Paula

estrela do ar disse...

Obrigada Paula! Envie-nos também a sua experiência e receitas óptimas para marmitas!

Rosaria Vieira disse...

Como posso fazer para encomendar?

ana george disse...

Olá, Rosária! Envie-nos um email para marmitalisboeta@gmail.com para tentar ajudar, por favor.

Bárbara disse...

Sou fã do blogue da Ana Prazeres......
E com ela conheci o Bento&Co. que tem coisas muito giras e originais para quem quer caprichar na apresentação/disposição das suas refeições at work....
É como quem diz "os olhos também comem"!
Também aderi á moda da marmita há 2/3 anos...mas sempre comida para não aquecer,uma vez que nõ local trabalho não existe micro-ondas,nem uma copa.....
Nesta fase ando em busca do saco térmico perfeito: giro, feminino e de preferência com duas alças de mão e pouco pesado....

Bárbara disse...

Quem quiser ou souber de sacos que se enquadrem neste meu conceito aceito sugestões.....

ana george disse...

Olá Bárbara, se puder escreva-nos um email para marmitalisboeta@gmail.com

Ana Prazeres disse...

Olá Bárbara! Obrigada! O meu saco é da built ny e também tenho um saco da Valira. Ambos são óptimos.
Beijinho

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...