quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Sem esquentar

A Inês começou a vida de marmiteira quando foi viver sozinha. “Antes disso, considerava-me, orgulhosamente, parte do grupo ‘anti-marmita’ e gozava um bocado com os almoços na copa dos meus colegas. Além de achar a coisa um bocado "miserabilista" (coisa de menina que vive em casa dos pais), aquela promiscuidade de cheiros e sabores aquecidos no micro-ondas metiam-me algum asco (e ainda metem). Lembro-de passar à frente da copa e ficar agoniada com cheiro a "sopa barra arroz de marisco barra feijoada barra bacalhau cozido com grau".”

Por isso, na lancheira traz normalmente almoço que não precise de ser aquecido ou é a primeira ou a última a usar a copa. Nas empresas por onde passou, “duas não tinham sequer copa e, segundo as regras, não se podia comer à secretária”, por isso pôs de lado os hábitos marmiteiros.

“Voltei à marmita, já noutra empresa, quando decidi fazer uma dieta que não me permitia comer nada que não fosse cozinhado em casa. Havia copa mas comia-se na sala de reuniões”.


Actualmente, leva almoço para o trabalho, mas nem todos os dias, o que depende da coordenação das compras de supermercado, almoços com os amigos e disposição para preparar os almoços. Como trabalha praticamente sozinha, quando leva comida para o trabalho come em frente ao computador.

“Além do ‘tamparuere’, os lanches da tarde e da manhã (mesmo nos dias que como fora) vêm sempre comigo e, às vezes trago também um termo de café, à americana! Quando estou disciplinada, estes hábitos fazem com que não gaste dinheiro nenhum durante vários dias”.


Para hoje tem reservada uma salada preparada à pressa de manhã, com espinafres frescos, cogumelos frescos cortados em fatias fininhas, cubos de peito de peru, passas, amêndoas laminadas e tempero à escolha.

E mais receitas de almoço que não precisem de ser aquecidas, para quem não gosta ou não tem micro-ondas no local de trabalho, há por aí?

6 comentários:

Anónimo disse...

Só de olhar já me deu fome! Que bom aspecto! :)

Anónimo disse...

"aquela promiscuidade de cheiros e sabores aquecidos no micro-ondas metiam-me algum asco"

Percebo perfeitamente, acontece-me o mesmo.

Lise disse...

Eu tenho o mesmo problema quanto ao facto de nao poder aquecer o almoço na faculdade. Mas de vez em quando lá levo qualquer coisinha mais consistente para o almoço. Por exemplo, há dias levei bróculos com atum e ovo cozido. :D Sugestões há muitas e estou a estabelecer hábitos de organização para todas as noites conseguir preparar o almocinho do dia seguinte. ;)
Beijinho
Lise*
Blog Objectivo Perfeição
http://objectivoperfeicao.blogspot.com/

estrela do ar disse...

Que pena... na minha faculdade puseram há pouco tempo um micro-ondas na cantina para alunos e funcionários aquecerem o almoço, e acho que a Associação de Estudantes também arranjou um. Será que se enviasses um email ao Director ou alguém na faculdade, não arranjariam também?
Força no objectivo perfeição e volta sempre ;)

Anónimo disse...

Não se esqueçam de desinfectar frequentemente o micro-ondas... é que com tantos cozinhados, poderão haver diversas bactérias...
Para o limpar, nada como uma taça com água e uma esguichadela de vinagre, durante cerca de 3/4 mn na temperatura máxima. Só abrir a porta 5mn depois de terminar, tirar a taça (com cuidado porque vai estar muito quente) e passar um pano ou um papel de cozinha.
E fica limpo e desinfectado para mais utilizações!...
Bom apetite!...

Ana Jorge disse...

Grande dica, obrigada :)) Eu aqueço sempre a minha comida com a tampa da tupperware, mas é uma sugestão boa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...