sexta-feira, 6 de abril de 2018

[Sair] Tasca do Joel



No final do ano passado fizemos um passeio até Peniche com um grupo de amigos e alguém sugeriu a Tasca do Joel. Comentando com alguns familiares, os rumores que quem já tinha estado em Peniche é que é 'moderninho', caro e 'mais vale ir ao peixe grelhado x y z'. Decidimos manter, porque as críticas são boas. O restaurante foi renovado, tendo uma sala de espera na entrada (onde se encontra também uma loja de produtos gourmet e portugueses, alguns acessórios de cozinha) e uma sala de refeições espaçosa, mas algo escura. Tem-se vista para a cozinha, o que é sempre um ponto positivo. A carta de vinhos é muito interessante, e é apresentada num tablet, tal é a quantidade de opções, para se ter toda a informação sobre proveniências, castas etc. Quanto às entradas, são recomendáveis, e embora tivéssemos ido num feriado em que havia bastantes grupos, o serviço não foi muito demorado. Os pratos em si, que são sempre o centro da experiência: não é só peixe, mas muitos pratos mais tradicionais, de carne e peixe. Há também marisco, mas de facto é caro e num grupo só é viável quando todos estão nessa onda. Sinceramente, no ambiente de tasca moderna já dispensava as ardósias, em alguns dos pratos (como as bochechas ou carne estufada, com algum molho) nem sequer é prático comer. E em alguns pratos deveriam incluir uma salada ou legumes, enquanto noutros havia em demasiada quantidade. Mas no essencial o sabor estava lá, toda a gente ficou satisfeita com as suas escolhas. Já as sobremesas: algumas tradicionais e gostei que houvesse opções pequenas (como pastel de feijão etc), que vão muito bem com um café, mas outras tinham ar mais artificial ou industrial. Em resumo: é moderninho, sim, mas os preços são razoáveis e vale a pena para um passeio para apanhar os ares (ventos?) de Peniche.





Tasca do Joel
Rua do Lapadusso, 73 - 2520-370 Peniche
Tlf: 262 782 945


3 comentários:

O Prazer da Cozinha disse...

Fomos passar uns dias a Peniche já em Agosto de 2013 (o tempo voa!) e na altura li muitos comentários sobre a Tasca do Joel. Decidimos então ir lá jantar num dos dias.
Quando chegamos o restaurante já estava praticamente cheio e ainda não eram 20h. Sentaram-nos colados a outro casal, coisa que me desagradou completamente, era uma mesa de 4 que separaram uns 10cm e pronto, privacidade 0. Na altura ainda não havia sala de espera o que tornava a entrada numa zona caótica, mas a sala de jantar era bastante escura na mesma. Gostei da decor, acredito que agora com as obras esteja diferente.

A comida era boa mas também achei os preços elevados para a experiência. O serviço era antipático (pelo menos o funcionário que nos tocou) e não parecia ter muita vontade de nos ilucidar sobre a ementa. Enfim, volto a referir que a comida era muito boa mas fiquei com a sensação de ter pago demasiado para a experiência pois teve vários pontos negativos.
Mas lá está, já vai há quase 5 anos e entretanto pode ter mudado ;)

Óptimo post ;)
Beijinhos
Cláudia
www.oprazerdacozinha.com

kiruthi vasan disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Marmita Lisboeta disse...

Cláudia, nós tínhamos reservado e ainda chegamos um pouco antes da hora. De facto não me agrada nada estar à espera de mesa e em sítios sem condições, penso que terão resolvido melhor essa parte. E também não gosto quando fico ao lado de outras pessoas sem privacidade (aconteceu-nos uma vez num restaurante de Lisboa e ainda por cima a pessoa do lado estava a fumar, só pensamos voltar agora que o restaurante mudou de instalações). Realmente a sala não tem muita luz, mas o atendimento foi cordial, sim. admito que haja outros sítios mais em conta na zona mas nós achamos que não foi escandaloso porque gostamos da comida.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...