terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Rabanadas no forno

Há uns dias estivemos na apresentação da Bebida Pensal de Aveia e Cevada, com o chef Hélio Loureiro, e aprendemos imenso sobre utilizações a dar à aveia - variações (deliciosas) à volta das papas de aveia. Associava a Pensal a algo sem graça e por isso também me surpreendi com uma bebida sem cafeína, reconfortante quer em termos de temperatura do corpo (para os dias frios que já temos) quer em termos de alimentar por via dos cereais. Esta bebida tem 50% de composição de aveia e 50% de cevada, e é produzida em Portugal. De manhã não dispenso cafeína, mas já a bebi à chegada a casa, pela tarde, e sabe-me muito bem. Como não poderia deixar de ser, agora que nos aproximamos a passos largos do Natal, na apresentação houve também sugestões do chef Hélio Loureiro pensadas para o Natal e não resistimos a partilhar o que nos parece uma alternativa saudável às rabanadas, mas muito apetitosa.




 
A receita »»»

Rabanadas no forno 
(para 10 pessoas) 
1 cacete de rabanadas (20 fatias) 
1l de leite
1 colher de sobremesa de Pensal Aveia 
 1 casca de limão 
1 pau de canela 
6 ovos 
3 colheres de sopa de azeite 
100gr de açúcar 
 Adoçante stevia em pó (para adoçar o leite) 
1 colher de chá de canela em pó 

50 g de pinhões

Calda de Vinho do Porto 
2 dl de vinho do Porto 
4 colheres de sopa de açúcar 
2 paus de canela  

Levar ao lume leite com Pensal Aveia com a casca de limão, pau de canela e adoçante. Depois de ferver, passar as fatias de pão cortadas e escorrê-las. 
Passar as fatias por ovos batidos, colocá-las por cima de uma folha de papel vegetal untada com azeite e leve ao forno (não muito quente), deixando-as dourar dos dois lados. 
Retirar as fatias e passá-las por açúcar e canela em pó. 
Enquanto as rabanadas estão no forno, torrar ligeiramente os pinhões numa frigideira antiaderente. 
Para a calda, levar ao lume num tacho o açúcar com o vinho do Porto, o pau de canela e deixar ferver. 
Quando se retiram as rabanadas do forno, deitar a calda e os pinhões por cima.

5 comentários:

Tralhas disse...

Waw que boa ideiaaaa :D

Susana Machado disse...

Que bela receita!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Ana Rita disse...

Belíssima alternativa ás rabanadas fritas que sinceramente me enjoam...
Bjoka
Rita

Lia Teixeira disse...

Ana,
Quando era pequena, a minha farinha preferida era a Pensal e comia pratadas dela. Acho que com o tempo e secalhar com alteração da fórmula original, perdeu aquele sabor de que me lembro da infância e não tem o mesmo sabor, mas continuo a amar.
Belíssima esta sugestão de rabanadas saudáveis!
Um beijinho,
Lia

Marmita Lisboeta disse...

É mesmo uma grande ideia, meninas Tralhas, Susana, Ana Rita e Lia! Beijinhos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...